Notícias > Correios e Postalis celebram os 40 anos do instituto de seguridade social

Correios e Postalis celebram os 40 anos do instituto de seguridade social

Brasília-DF, 26/2/2021 - Nesta sexta-feira (26), o Instituto de Previdência Complementar (Postalis) completou quatro décadas de atividades. A entidade tem a missão de administrar os planos de benefícios da previdência social complementar dos empregados dos Correios. Nas comemorações deste ano, o Instituto – que tem 134 mil participantes, sendo o 14º maior fundo de pensão do país em patrimônio -, vive um momento de reconstrução.

Após encerrar dois anos de intervenção federal, vários avanços na gestão foram alcançados. Entre os principais resultados, estão as eleições realizadas entre os participantes e assistidos, para recomposição dos Conselhos Deliberativo e Fiscal; a institucionalização da Diretoria de Gestão Previdencial; do Programa de Integridade e do Canal de Denúncias independente. Essas e outras medidas propiciaram ainda a reaproximação dos representantes da entidade com os participantes e assistidos, por meio de reuniões frequentes. Atualmente, o nível de satisfação deste público, com o atendimento prestado pelo Postalis é de 95%.

Na cerimônia virtual realizada nesta sexta-feira (26), o presidente dos Correios, Floriano Peixoto, ressaltou o a importância da recuperação do Instituto. “Tão fundamental quanto a sustentabilidade dos Correios é, também, das suas empresas vinculadas. O Postalis, especialmente por ser o responsável pela aposentadoria e garantia de uma velhice tranquila aos seus empregados”, disse.


Presidente dos Correios, Floriano Peixoto, e a diretoria da estatal na cerimônia de comemoração dos 40 anos do Postalis. Foto: Comunicação/Postalis

 

Para o presidente Paulo Humberto Cesar de Oliveira, a estrutura do Postalis está fortalecida e preparada para enfrentar o cenário atual da previdência complementar. “O Postalis mudou e esta nova fase está sendo percebida pelos nossos participantes, pensionistas, patrocinador e pelo mercado de previdência. Estamos retomando a credibilidade merecida de um fundo de pensão que é responsável pelo complemento de renda de centenas de milhares de pessoas, considerando nossos mais de 130 mil participantes e seus familiares”, comenta.

O Instituto anunciou ainda que, após as adversidades enfrentadas em anos anteriores e os reflexos da má-gestão, quase R$ 400 milhões em investimentos foram recuperados e, nos últimos dois anos, os balanços da entidade foram aprovados sem ressalvas.